sexta-feira, 24 de novembro de 2017

A civilização romana na P. Ibérica

A civilização romana desenvolveu-se entre os séculos VI a.C., e o século V, tendo sido uma das grandes civilizações da História, por um conjunto de manifestações culturais e humanas que produziu. Roma, a capital de um vasto império, que abarcou diferentes continentes (Europa, África e Ásia) organizou-se à volta do grande lago romano, o Mar Mediterrâneo, que justamente era designado pelos romanos por "mare nostrum".

A civilização romana herdou um conjunto de valores e ideias da civilização grega, mas deu-lhe uma abordagem mais prática, mais funcional. Preocupou-se muito com a expressão material dos seus valores. Não teria havido império romano sem três ideias muito simples:
1. Um exército muito bem organizado em legiões que suportava o poder do Imperador e mantinha a ordem num espaço imenso;
2. Um conjunto de estradas que levou a ideia romana a territórios muito distantes;
3. A instauração de um regime de escravatura que forneceu mão-de-obra gratuita para as diferentes actividades;

A partir do século III a. C., os Romanos conseguem realizar um conjunto de conquistas no Mediterrâneo, conseguindo no século II (149 a.C.) derrotar os Cartagineses que tinham neste mar atividades comerciais de grande significado. A conquista da Península Ibéria era assim muito importante para o domínio do comércio no Mediterrâneo. Até ao século I formaram um império vasto, onde os aspetos materiais desta civilização são muito evidentes. A sua língua e a sua cultura ultrapassariam o fim do Império, sendo nós hoje devedores da sua influência em diferentes domínios da vida: a língua, a organização administrativa, ou o direito.

Sem comentários:

Enviar um comentário